Muito usada na arborização das cidades do Norte ao Sul do Brasil. É uma árvore de porte médio chegando até 9 metros de altura. Também chamada de unha-de-vaca, pata-de-boi e unha-de-boi. É só reparar bem nas folhas que a gente entende o porquê destes nomes engraçados. A Bauhinia forficata, nome científico, anuncia a primavera florindo de outubro até janeiro.

Suas lindas flores.

Esta linda árvore é utilizada há centenas de anos pelos povos indígenas e população ribeirinha em vários países da América do Sul. No Brasil está presente em vários biomas, principalmente na Mata Atlântica. Esta leguminosa não é exigente com o solo e gosta mesmo de climas quentes. Já assegurou seu lugar nas plantas medicinais mais populares do país.

Há muitas tonalidades de flores nas suas diversas espécies, de branca a rosa, porém a mais estudada e utilizada na medicina natural é a de floração branca. Um diferencial da Pata-de-Vaca são suas folhas e os espinhos no caule.

Várias partes desta árvore sagrada são utilizadas: as raízes como vermífugo, as flores são um laxante. As folhas, colhidas antes da floração, são diuréticas. A casca é depurativa e usada no auxílio do tratamento de diabetes. Para fazer a infusão, uma boa medida é uma colher de sobremesa para uma xícara de chá. Mas atenção, não é indicada para crianças muito novas, grávidas, lactantes, e pessoas com hipoglicemia.

Pata-de-vaca com floração branca.

Aqui na Chacura usamos as folhas e o caule no chá Clean, um chá depurativo e indicado para complementar o tratamento de quem está com o colesterol alto ou diabetes. Respeito e valorizo muito os saberes ancentrais sobre a Pata-de-Vaca, e percebo que atualmente muitas pessoas desconhecem seus benefícios apesar da grande variedade espalhada pelas cidades.

Contagem regressiva para a primavera, fiquem de olho nestas árvores lindas da sua cidade. E se quiser colher suas folhas a hora é agora! 



Por: Natalia Schmeiske

Editor: Luciano S. Pascoal